Sistema integrado: o que é e como pode ajudar a gestão financeira

A gestão financeira moderna se apoia na tecnologia para ser mais eficiente e segura. Sistemas integrados são fundamentais nesse processo, substituindo tarefas manuais por operações automatizadas e conectadas. Esses sistemas trazem todos os dados financeiros para um único lugar, facilitando análises e decisões rápidas e precisas.

Eles não apenas agilizam o trabalho, mas também protegem as informações contra vazamentos ou perdas. Em um ambiente de negócios que muda rapidamente, contar com um sistema integrado significa estar à frente de empresas que ainda investem em processos tradicionais e muitas vezes, antigos. 

Vamos explorar neste post o impacto positivo dos sistemas integrados na gestão financeira, mostrando como eles são essenciais para qualquer empresa que busca melhorar seu desempenho financeiro e sua segurança de dados.

O que é um sistema integrado

Um sistema integrado é uma plataforma que reúne e coordena diferentes processos e dados de uma organização em um único ambiente. Isso significa que várias funções de negócio, de produção a vendas e recursos humanos, podem ser gerenciadas de forma centralizada, promovendo eficiência e reduzindo redundâncias.

Na gestão financeira, um sistema integrado aplica esse conceito para centralizar todas as atividades financeiras da empresa. Isso inclui a gestão de contabilidade, fluxo de caixa, investimentos, pagamentos, recebimentos e relatórios financeiros. Ao fazer isso, o sistema oferece uma visão completa e atualizada da situação financeira da empresa, permitindo uma gestão mais eficaz e informada.

Exemplos de sistemas integrados comerciais

Ainda seguindo o conceito de sistema integrado, um tipo bastante popular no mercado são os sistemas integrados comerciais. 

Este tipo de sistema integra funcionalidades essenciais como vendas, gerenciamento de clientes, controle de estoque, processamento de pedidos e finanças em uma única plataforma, oferecendo uma visão 360 graus da operação comercial.

Dentre esses sistemas, alguns formatos muito utilizados são:

  • ERP (Enterprise Resource Planning)
  • CRM (Customer Relationship Management)
  • SCM (Supply Chain Management)

Vantagens de usar um sistema integrado na empresa 

  • Centraliza informações: acaba com a repetição e erros nos dados, tornando a informação mais precisa. 
  • Economia de tempo: reduz o trabalho de juntar dados de várias fontes.
  • Decisões rápidas: com informações atualizadas e acessíveis, decisões importantes podem ser tomadas rapidamente.
  • Mais segurança: oferece o controle de quem acessa o quê, ajudando a evitar fraudes ou descentralização de funções. 

Como os sistemas integrados podem auxiliar na gestão financeira

Os sistemas integrados trazem uma série de vantagens para a gestão financeira das empresas. Aqui estão algumas das principais formas como eles contribuem para uma gestão mais eficaz e segura.

Automação de processos

A automação é um dos benefícios mais significativos de um sistema integrado. Processos que antes exigiam horas de trabalho manual, como a entrada de dados financeiros e a reconciliação de contas, agora podem ser realizados automaticamente. 

Isso não só economiza tempo, mas também reduz o risco de erros humanos, aumentando a confiabilidade das informações financeiras.

Consolidação de dados

Com um sistema integrado, todas as informações financeiras são centralizadas em um único local. Isso elimina a necessidade de buscar dados em múltiplos softwares ou planilhas, facilitando a análise financeira e a geração de relatórios. 

A capacidade de acessar informações atualizadas em tempo real é crucial para uma tomada de decisão rápida e informada.

Segurança de dados

A segurança dos dados financeiros é uma preocupação constante para as empresas. Sistemas integrados oferecem funcionalidades avançadas de segurança, como controle de acesso baseado em roles e criptografia de dados, para proteger informações sensíveis contra acessos não autorizados e possíveis violações de segurança.

Compliance e relatórios

Manter a conformidade com regulamentos financeiros é essencial para qualquer negócio. Um sistema integrado ajuda a simplificar esse processo, garantindo que todas as operações estejam em conformidade com as leis aplicáveis. 

Além disso, a capacidade de gerar relatórios financeiros detalhados e precisos com facilidade é fundamental para atender às demandas de auditorias e requisitos regulatórios.

Quais são os tipos de sistemas integrados e suas diferenças?

Sistemas integrados podem variar amplamente em escopo e funcionalidade, dependendo das necessidades específicas de uma empresa.

Na sequência, separamos alguns dos tipos mais comuns e suas principais diferenças.

 

ERP (Enterprise Resource Planning)

  • Foco: gerenciamento integrado de todas as operações empresariais.
  • Funcionalidades: inclui finanças, RH, produção, logística, vendas e mais.
  • Diferença para outros sistemas integrados: é o mais abrangente, focando na integração de todas as áreas da empresa.
  • Exemplos: SAP S/4HANA, Omie e Oracle ERP Cloud.

 

CRM (Customer Relationship Management)

  • Foco: gestão de relações com clientes.
  • Funcionalidades: gerenciamento de contatos, vendas, marketing e atendimento ao cliente.
  • Diferença para outros sistemas integrados: concentra-se na interação com o cliente, podendo ser integrado a sistemas ERP para uma visão completa do ciclo de vida do cliente.
  • Exemplos: Salesforce e HubSpot.

 

SCM (Supply Chain Management)

  • Foco: gestão da cadeia de suprimentos.
  • Funcionalidades: planejamento de demanda, gestão de estoque, logística e compras.
  • Diferença para outros sistemas integrados: especializado na otimização do fluxo de produtos e informações entre as entidades na cadeia de suprimentos.
  • Exemplos: SAP SCM e Oracle SCM Cloud.

 

MRP (Material Requirements Planning)

  • Foco: planejamento de necessidades de materiais.
  • Funcionalidades: planejamento de produção, controle de estoque e programação de compra de materiais.
  • Diferença para outros sistemas integrados: centrado na produção e no gerenciamento de inventário, geralmente usado por empresas de manufatura.
  • Exemplos: Infor M3 e Epicor ERP.

 

HCM (Human Capital Management)

  • Foco: gestão de capital humano.
  • Funcionalidades: recrutamento, gerenciamento de desempenho, folha de pagamento e benefícios.
  • Diferença para outros sistemas integrados: especializa-se na gestão de recursos humanos, oferecendo uma solução completa desde a contratação até a aposentadoria.
  • Exemplos: Workday HCM e ADP Workforce Now.

Como escolher o melhor sistema integrado para gestão financeira

Escolher o sistema integrado adequado é fundamental para otimizar a gestão financeira. Aqui estão passos importantes para facilitar essa decisão:

Entenda suas necessidades

  • Liste os processos financeiros que quer melhorar.
  • Defina as exigências de relatórios e compliance.
  • Foque em plataformas integradas focadas na área, para ter o máximo de automação financeira possível.

Busque funcionalidades essenciais

  • Verifique se o sistema pode integrar dados sem problemas.
  • Dê prioridade para automação de tarefas críticas.
  • Confirme a robustez das medidas de segurança.

Avalie a escalabilidade

  • Escolha uma solução que acompanhará o crescimento da sua empresa.
  • Verifique se é fácil adicionar funcionalidades.

Analise usabilidade e suporte

  • Prefira sistemas com interfaces fáceis de usar.
  • Certifique-se de que o fornecedor oferece bom suporte e treinamento.

Compare preços e benefícios

  • Avalie o custo total, incluindo implementação e manutenção.
  • Considere o retorno sobre o investimento.

Solicite demonstração e opiniões

  • Peça uma demonstração para testar o sistema.
  • Busque feedback de empresas que já usam o sistema.

A gestão financeira é muito importante para o seu negócio. Escolher um sistema integrado que atenda às necessidades específicas do seu negócio, é muito importante. Por isso, lembre-se dessas dicas para um melhor custo-benefício na hora da contratação. 

Kamino é o melhor sistema integrado para gestão financeira

A Kamino não é apenas mais um software no mercado; é uma solução especializada que transforma a gestão financeira de empresas que buscam eficiência, automação e integração. 

Com a capacidade de economizar 72% do tempo nas rotinas financeiras, o software Kamino destaca-se por sua conexão direta com diferentes bancos e um conjunto de funcionalidades desenvolvidas especialmente para o setor financeiro.

Sua tecnologia permite integração com diferentes bancos e sistemas de gestão, para você não precisar acessar diferentes plataformas para gerenciar a saúde financeira do negócio. 

Escolher o maior e mais completo software de gestão financeira integrada, significa optar por uma gestão financeira mais inteligente e segura. Acesse o site da Kamino e solicite uma demonstração grátis para entender melhor.

Gostou do conteúdo? Compartilhe este post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Leia também